wpe1.jpg (4140 bytes)
wpe1C.jpg (1574 bytes)wpe1D.jpg (945 bytes)wpe1E.jpg (1544 bytes)wpe1F.jpg (1560 bytes)wpe20.jpg (1525 bytes)wpe21.jpg (1211 bytes)wpe22.jpg (1402 bytes)wpe23.jpg (1605 bytes)

wpe15.jpg (1025 bytes)wpe16.jpg (1054 bytes)
wpe17.jpg (1010 bytes)wpe18.jpg (1006 bytes)wpe19.jpg (1052 bytes)wpe1A.jpg (1038 bytes)wpe1B.jpg (1060 bytes)
linha.gif (10916 bytes)

Ciber Etiqueta ("Netiquette")

Sobre as mensagens com vírus
Exagerado "peso" das mensagens
Títulos das mensagens
A personalização dos endereços e a assinatura dos mails

As novas formas de comunicação potenciadas pela tecnologia são muito eficazes e, quando as pessoas não tomam cuidado, "demasiado" eficazes.
As comunicações na Ciberjus fazem-se principalmente por correio electrónico, o que levanta alguns problemas práticos:

Exagerado "peso" das mensagens

1. Em primeiro lugar, há que ter em consideração que a maioria dos membros da lista estão ligados à Internet através do sistema tradicional do "modem" ligado à linha telefónica, o que faz com que a velocidade da sua comunicação seja reduzida.
2. Por isso esses colegas estão interessados, naturalmente, em receber apenas um exemplar de cada mensagem trocada, pois a recepção dos demais correios iguais traduz-se em pura e simples perda de tempo (abrir a mensagem, verificar que ela é igual a uma outra e apagá-la, pode tornar-se penoso quando se recebem 150 a 200 mensagens por dia, para além do tempo de ligação à Internet apenas para descarregar informação já conhecida - por isso, desnecessária).
3. Assim, seria da máxima conveniência que os colegas eliminassem a prática do "Responder a todos" ou "Reply all", pois cada uma das pessoas envolvidas vai receber pelo menos dois correios idênticos: um, por via do seu endereço nos destinatários do correio, outro, por via da sua pertença à Ciberjus.
4. Por outro lado, é desnecessário que nas respostas aos correios constem integralmente os conteúdos destes últimos: se eu respondo a um correio da lista que já foi recebido por todos os membros, não tenho necessidade de reproduzir o correio inicial, para não sobrecarregar o sistema de telecomunicações, sem necessidade nenhuma, e - principalmente - para não descarregar para os computadores de quase 600 colegas informação desnecessária; bastaria pois identificar o "mail" a que se responde {normalmente apondo as primeiras 4 ou 5 linhas do mesmo e cortando o resto através do honesto símbolo (...)}.
5. Há notícia de que muitos dos membros da Ciberjus, como pioneiros que são, já estão ligados à Internet através da rede de cabo e por linhas telefónicas de alto débito (RDIS), mas subsiste a questão acima levantada - a de que a grande maioria dos membros da lista têm ligações telefónicas tradicionais à Internet, de velocidade reduzida; justifica-se pois que todos os dignos confrades tentem seguir as soluções acima expostas, o que redundará numa maior rapidez do tráfego das nossas mensagens.

Títulos das mensagens

Alguns colegas respondem aos correios sistematicamente sem lhes alterar o "Assunto" o que resulta em correios diferentes sobre o mesmo assunto que parecem os mesmos (repetidos), originando dificuldades nos destinatários.
Por outro lado, devido ao facto de o servidor aplicar aos "Assuntos" dos correios a expressão [CiberJus], a certa altura podem aparecer correios com o assunto
[CiberJus][CiberJus][CiberJus][CiberJus][CiberJus][CiberJus]A minha opinião sobre...
Ora um título destes é muito pouco informativo, revelando apenas que a mensagem em causa é a quinta ou sexta mensagem sobre o mesmo tema.

A personalização dos endereços e a assinatura dos mails

Na Ciberjus gostamos de saber com quem estamos a falar e está rigorosamente afastada a possibilidade de se enviarem correios anónimos.
Todavia alguns colegas não só não assinam os seus correios como não chegam a personalizar o seu endereço.
Personalizar o endereço é alterar uma designação cabalística, atribuída pelo fornecedor de acesso à Internet, por exemplo alterar o endereço
123xxx@ip.pt para  jfurtado@ip.pt - se eu receber um correio deste último endereço saberei que ele provém de um João, Joaquim ou José Furtado, enquanto se receber um correio com o outro endereço ficarei sem qualquer ideia de quem é o seu remetente.
Por outro lado, todos os programas de correio electrónico ("Outlook", "Netscape", "Eudora", "Pegasus", etc.) têm utilitários para juntarem por defeito uma assinatura a cada correio emitido, por vezes acompanhada da indicação do endereço electrónico e/ou da página "web" do remetente.
Com facilidade se pode portanto adicionar automaticamente uma assinatura aos correios, no género de:
João Martins Reis
jreis@netcabo.pt
www.paginapessoal.pt

Estas simples cautelas irão potenciar o ambiente de confiança e fiabilidade em que todos sabem com quem estão a falar.

Voltar